segunda-feira, abril 28, 2014

Olhe, Miguel, peço desculpa.



Pode a escrita de um homem envelhecer (não amadurecer) com ele?
Pode.

Nas semanas em que leio-não lei, leio-não leio, leio! o Miguel Sousa Tavares, quando acabo a leitura parece que terminei a visita a um lar de idosos.

Em compensação, quando acabo de ler o Pedro Santos Guerreiro, mesmo que não goste da conversa, gostei da esplanada e da revigorando bebida fresca com muito gelo, picos no nariz, palhinha e tudo.

Plagiando-o, Miguel, − “Peço desculpa”.

Sem comentários:

Publicar um comentário