terça-feira, fevereiro 19, 2013

Eu (sem Peixoto) na Coreia do Norte


Tive um pesadelo. Sonhei que vivia na Coreia do Norte, que o querido líder tinha morrido há mais de um mês e o povo ainda não tinha sido informado para o poder começar a chorar.

Acordei assarapantada com o raio do sonho até porque, de facto, há imenso tempo que não vejo nem oiço o nosso querido líder.

Será que morreu e a gente não sabe?
Mas, pensando bem, que diferença nos faz que esteja morto ou vivo?!
E se é para chorar, podemos sempre chorar mais tarde.


Sem comentários:

Publicar um comentário