quarta-feira, dezembro 19, 2012

Em tempo de cólera


Quando, há tempo, Passos Coelho disse “que se lixem as eleições”, eu, por uma vez, acreditei nele, e continuo a acreditar.

Passos veio para cumprir um programa ideológico de destruição do que de melhor tínhamos construído, deixando ficar e fortalecendo tudo o que é tóxico na nossa sociedade. Uma legislatura chega para isso.

Até sobra. Depois do trabalhinho feito, ele não quererá mais ser político, coisa que só dá chatices, e certamente terá bons lugares à sua espera. Talvez até fora do país, talvez até sonhe com a Goldman Sachs, quem sabe.

É por isso que acredito nele quando brama - “que se lixem as eleições”.
Os jornais escrevem: Passos garante que a venda da TAP ficará decidida na quinta- feira. Em que condições, não sabemos. Mas é amanhã.

Sem comentários:

Publicar um comentário