domingo, maio 01, 2011

Ódio no feminino

Há mulheres capazes de odiar tanto um homem que até aceitam casar com o que detestam só para ajudar a derrubar o que odeiam.
Assim é Manuela Ferreira Leite. “Casou” com Passos Coelho (que abomina) para ir a Barcelos dizer:
“Passos Coelho vai desculpar-me, mas eu não ando à procura de um outro primeiro-ministro, ando à procura que o engenheiro Sócrates saia de primeiro-ministro e ele só sairá de primeiro-ministro no dia em que o PSD tiver mais votos que o PS”.
“Nem tranquila fico se ele ficar na oposição” (aqui)
Olhe, rica, eu acho que isso ainda lhe vai fazer mal à saúde. Além disso, um bocadinho mais de elegância na expressão do ódio só lhe ficava bem e dizia melhor com os seus tailleurs.
O conselho é gratuito mas difícil de seguir porque, sei bem, o ódio no feminino é muito mais violento e indomável do que no masculino.

Sem comentários:

Publicar um comentário