quinta-feira, junho 30, 2011

Jardim, versão de esquerda

Se alguém, alguma vez e injustamente, pensou que Alberto João Jardim não era um homem sensato, enganou-se redondamente.
É só ler a notícia

"Jardim recusa privatizar águas, electricidade e saúde" (aqui)

Um pouco mais à frente, pode ler-se que igualmente recusa o fecho do Jornal da Madeira de que o governo da região é único proprietário, e também aí revela sensatez – é que isso seria o mesmo que desligar o ventilador ao Alberto João.
Homem sensato vale por muitos, digo eu.

Sem comentários:

Publicar um comentário