quarta-feira, janeiro 08, 2014

A fita amarela
















Caros concidadãos, sabeis que raio de coisa é aquela espécie de minhoca gorda e amarela ali em cima na fotografia?
Pois ficai sabendo que é uma passadeira por onde eu devia atravessar a rua.

Explico: esta rua foi todinha asfaltada antes das eleições de Setembro.
Olaré! Ficou cá com uma pinta, toda vestida de preto escuro…
Como adereços, não sei se por falta de tempo ou de dinheiro, foram colocadas no chão umas fitas amarelas, usadas nas obras, antes das definitivas marcações brancas. Até hoje.

Com o passar dos dias e dos meses, estas fitas acabaram por entregar a alma ao criador, como se vê, e salvo seja.

Atravessar a rua de manhã é cena que podia figurar como “evento” no catálogo dum qualquer clube aventura.

Se ouso pôr o pé fora do passeio, para indicar a minha intenção, logo levo com um dedo médio em riste; por trás dos vidros vejo também bocas abertas, com mais ou menos dentes, vociferando contra o raio da cota, para o que lhe havia de dar, lembrar-se de atravessar a rua!
Uff, aguenta coração.

Quantos meses faltam, mesmo, para as eleições autárquicas?
Quarenta e cinco?
Estou tramada!

Sem comentários:

Publicar um comentário