quarta-feira, abril 17, 2013

Um amor feliz


Há dez anos que os observo.
 
Ontem pararam lado a lado no semáforo. De trás e de cima, vejo duas motoretas citadinas, dois capacetes, duas mochilas nas costas.
 
Primeiro olham-se, depois inclinam-se e beijam-se, endireitam-se, conferem a cor do semáforo, e cada um estende uma mão para segurar a do outro.
 
Ao sinal verde arrancam lentamente, ainda lado a lado, pela avenida que há poucos dias explodiu de verde, atravessando a luz dourada do poente que cheira, por fim, a primavera.
 
Há dez anos que observo os grandes e pequenos sinais dum amor feliz.
Há dez anos que os observo − desde que chegaram a casa.


7 comentários: